Festival de Pipas e feijoada movimentam comunidades de Campo Grande

por Thiago Costa , 08/07 às 09:40 em 1 Bairro

Festival de Pipas e feijoada movimentam comunidades de Campo Grande
Eventos foram realizados no Rio da Prata e na Vila São João
 
Um público estimado em 600 pessoas prestigiou o Festival de Pipas do Rio da Prata, realizado no último dia 4, no Campo da Marinha, em Campo Grande, com patrocínio do popular Kadinho. Era gente de todas as idades curtindo um brinquedo que atravessa gerações, ganhando adeptos em todo o Brasil. Durante o festival era comum ver pais e filhos na mais perfeita integração, compartilhando oportunos momentos de lazer. Também impressionava a variedade e os tamanhos do brinquedo, cada qual traduzindo os sentimentos de seus donos. O radiante dia de sol também contribuiu para o êxito do evento. No céu colorido as pipas tremulando chamavam a atenção até mesmo das pessoas que passavam ao longe.


Um dos brinquedos mais utilizados por crianças, adolescentes e até adultos, a pipa nasceu na China antiga. Sabe-se que por volta do ano 1200 a. C. foram utilizadas como dispositivo de sinalização militar. Os movimentos e as cores das pipas eram mensagens transmitidas à distância entre destacamentos militares. O inventor norte-americano Benjamin Franklin utilizou uma pipa para investigar e inventar o pára-raios. Hoje, a pipa mantém a sua popularidade entre as crianças de todas as culturas.
Muito populares nos subúrbios, são chamadas de pipas propriamente ditas aquelas em formato de pentágono, com cabresto triangular e rabiola. Já as arraias não possuem rabiola.
Já no dia 6, Kadinho apoiou a feijoada na praça da Rosária Trotta, na Vila São João. Prato típico carioca, a mistura de feijão com carne de porco, acompanhada de arroz farofa e couve fez a alegria de centenas de pessoas durante toda a tarde. A mobilização, no entanto, começou logo cedo, quando a comunidade se uniu num espírito de colaboração para preparar o banquete.


 © 2015 - Todos os direitos reservados - Gestão e Desenvolvimento: